BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

18 fevereiro 2010

G'anda lata ou o estado do ensino em Portugal

Hoje ouvi uma "mãe" a dizer o seguinte: 
"Tenho que ir à escola do meu Rui, ao meio-dia e meio! O raio da professora chamou-me porque ele bateu num colega! Ela deve pensar que eu tenho a vida dela... assim fico sem hora de almoço! Quem é que a mulher pensa que é?"

Só não disse nada porque não é nada comigo mas fiquei cá com uma comichão no ossinho do figado!


1º - Se o filho bateu num colega é porque algo de errado se passa e a mãe devia ser a primeira a querer perceber o quê


2º - O "raio da professora" também deve ter ficado sem hora de almoço e provavelmente marcou para essa hora porque pensou que seria mais fácil para a mãe poder comparecer (e geralmente é possivel acordar outra hora quando os pais não podem)

3º Os professores não deviam ter o exclusivo da educação das crianças, sendo que as bases deveriam ser dadas em casa! 

É por estas e por outras que não sei se o melhor não será dar explicações e deixar-me do sonho de dar aulas... com os miudos entendo-me eu bem mas aturar os pais que acham que as escolas são depósitos de crianças, não é para mim! 

Atenção: sei que há muito mau professor por aí e não estou para aqui a defender a "classe" mas também há professores preocupados e que esbarram na falta de retorno por parte de pais e alunos.

19 cores:

a Gaja disse...

Há muitos pais que não querem saber, esse é um caso clássico. Os filhos acabam por ser fotocópia do que vêem em casa e claro que na escola solidificam...Na minha opinião essa mãe deveria ficar preocupada e ser a primeira a querer saber o que se passa. Conheço um caso particular em que o pai sabe dessas coisas e diz ao filho para não dizer nada à mãe...sei com cada história do puto que até me arrepia. Ainda por cima o pai incentiva o filho a ser racista...já assisti a cenas que me entristecem tanto que só me apetece é jogar-me ao pai e dar-lhe um valente par de estalos.

Deboraah13 disse...

Concordo contigo plenamente!
A educacao vem de casa, e sinceramente essa senhora se calhar nao quer saber se o filho bateu na outra menina, mas se fosse algum menino a bater no dela se clhar ate ia la chamar nomes a professora e dizer que barbaridades!!!
Efim...
Eu as vezes, ponho-me a pensar e nao sei se nao era melhor como as coisas corriam antigamente, onde os pais davam razao aos professores quando eles davam uma reguada aos alunos e ainda diziam para repitir caso fosse necessario!
Eu sei que acaba por ser 8/80...mas se nao encontramos o meio termo acabo por preferir o que passava nos tempos dos nossos pais, e de alguns de nos!
Choca-me muito quando vejo nas noticias que um aluno apontou uma arma ao professor, ou que chamou nomes, ou que simplesmente nao respeita o que ele diz!
Eu sei que antigamente tambem havia rebeldia dos alunos, mas nunca chegou a este ponto!!
E tenho a certeza que muitos professores eram exemplos a querer seguir por parte dos alunos, tal era a admiracao e respeito que eles nutriam!
Bem ja me alonguei demais, beijinhos e resto de boa semana!

Su disse...

Concordo plenamente contigo!
mas acho que há pais que não querem saber o que se passa com os filhos na escola, e pensam que irem à escola quando são chamados, é uma obrigalção, já que não se preocupam minimamente com os filhos... e tenho pena disso... se bateu, é porque há alguma coisa mal, e a mãe teria de ser a primeira a querer saber o que é e ajudar a professora e não a julgar.
A educacao vem de casa, e acho que essa senhora não está a dar educação ao filho, e se ele não tem educação, é complicado para uma professora lhe dar educação, já que na escola aprende uma coisa e depois em casa outra.
Irrita-me quando vejo nas noticias que um aluno apontou uma arma ao professor, chamou nomes, que nao respeita o que ele diz, que a ameaça bater...!
Sabes, acho que não deves desistir do sonho de dar aulas... eu também estou em educação, e ouvi da boca de um proifessor "nao sei o que estao aqui a fazer... voces vao acabar por levar dos pais... porque isso agora é o prato do dia, e voces vao levar muitas vezes com eles..." logo se nao levamos com os alunos, levamos com os pais... mas acho que isso não é tudo, e acho que ainda vamos ser um exemplo para muitos dos alunos!
mas isto é apenas a minha opinião...
Beijinho *.*

Bloguótico disse...

A comichão no ossinho do figado de que falas no 1º ponto diz tudo...

... pena é que essta dita mãe vê a escola como "depósito", como dizes!

Martins disse...

E depois queixam-se da quantidade de gente mal formada que há por aí. Pudera! Com a educação que têm em casa...

Olhos Dourados disse...

Que pariu a mulher. Devia ter vergonha!

Belinha disse...

eu assino e subscrevo o que falaste...tb ja vi situações bem parecidas por parte de pais como tb colegas professores a fazer coisas k n lembram a ng. Desiludi-me mt com o ensino e sinceramente n sei onde isto vai parar. O sonho de tb dar aulas algum dia já se desvaneceu há mt...

Jedi Master Atomic disse...

Já se percebe, com uma mãe dessas porque é que o miudo anda a bater noutros.

PS: Então agora temos que estar a olhar para as tuas costas? :P

Galo disse...

Não acho que haja assim tantos maus professores. Há é muitos professores desmotivados e exaustos por terem que aturar os políticos que percebem pouco (e nem querem perceber mais) de ensino, aturar miúdos com quem os pais não se preocupam minimamente em educar e ainda terem que aturar os imbecis dos pais.
Se o Estado se preocupasse a sério com a educação, essa minoria de maus professores depressa entravam nos eixos. Ou então saiam do sistema e davam lugar a quem quer ensinar.

Beijinho

mjf disse...

Olá!
Eu acho que educação dos nossos filhos começa desde muito cedo e em casa:=))

Beijocas

maria teresa disse...

Ao fim de 36 anos contínuos de exercer a profissão de professora, reformei-me a continuar a gostar dos alunos e com vontade de abrir uma escola para pais em que existissem "muitos castigos"
Abracinho

Li disse...

Isto é uma autentica vergonha.... o que mais assusta é que os paizinhos criam verdadeiros "selvagens" e esses selvagens serão a geração do futuro... é decadente o que se vê e ouve-se por ai. eu como educadora de infância oiço e vejo com cada coisa... e o pior eu trabalho com crianças muito novas mas mesmo assim eles já têm a sua personalidade bem vincada... fruto da educação dada pelos papás que lhes "amparam" os golpes todos, só porque coitadinhos são pequeninos... mas como já diz o ditado: "de pequenino se torce o pepino" e se não for assim mais uns poucos aninhos e os papás estão a levar porrada das criancinhas coitadinhas, que são pequeninas! ah pois é....

beijinho****

Mariquita disse...

A minha mãe sempre foi muito preocupada. E se eu batesse num colega levava era a maior tareia xD (bom era mais ao contrário... mas não interessa)

Pinkk Candy disse...

Já ouvi frases desse género tantas vezes, mas tantas, e depois admiram-se, com pais desses, como é que os filhos podem ser melhores. Quem sai aos seus...

xoxo

Cuca disse...

Olha Lia, infelizmente eu concordo com tudo o que escreveste. Digo infelizmente porque tenho a consciência da realidade a que a nossa sociedade chegou. Actualmente, um casal com filhos chega a casa e só quer TV's Cabos para ver uma carrada de séries. Compra comida de plástico para se despacharem e atiram com os miúdos para os computadores dos quartos. Educação? Onde? Tempo para os filhos? Onde? Não existe! E depois dizem que os filhos são uns santos e que os professores são uns "maus"...

marianinha disse...

tens razão mas as vezes fico sem saber das pessoas tanto tempo e mando varios comentarios para saber delas que quando não me respondem fico a pensar se era que fiz alguma coisa.obrigado por não voltar a pensar que as pessoas deixaram de gostar de mim

beijinhos

Lady Me disse...

Pois, é bem verdade! A minha mãe ficava contente quando os professores marcavam para a hora de almoço porque assim não perdia horas de trabalho! Mas enfim! A prioridade dessa senhora deve ser mesmo almoçar!

Olha, tens um desafio no meu blogue!

Beijinho*

Drama Queen disse...

Esse tipo de pais estão a criar uma geração de crianças abandonadas. Largam-nas na escola e acham que só os professores é que têm de se ocupar de delas... É uma vergonha.

Ana disse...

Hoje em dia atira-se a culpa para os professores. Mas a verdade é que o mal vive mesmo dentro de casa. É falta de educação e é falta de querer saber!

E é o egocentrismo de acharmos que os nossos filhos são sempre uns santos, e o mal está nos filhos dos outros!